Brigas entre irmãos! E agora?

Brigas entre irmãos! E agora?

Casa animada, agitada e bagunçada, rsrs, isso é sinal de férias! A energia das crianças explodindo, muitas brincadeiras, mas também quando os irmãos resolvem brigar, sai de baixo! É choro daqui, “mamãe olha ele dali” e  por aí vai!  E o que fazer nesses momentos? Vamos tentar amenizar esses probleminhas.

Administrar o relacionamento entre os filhos não é uma tarefa fácil, quando a diferença de idade é grande, entram em conflito porque o irmão mais velho não quer brincar com o mais novo, já quando a diferença de idade é pequena eles brigam porque querem o mesmo brinquedo, pois é mamães  temos que lidar com a situação da maneira mais leve possível, afinal nós percebemos a diferença de temperamento entre nossos filhos.

As brigas entre os filhos nada mais é que uma oportunidade que nós mamães e papais, temos de treiná-los para uma vida em sociedade, afinal, muitos conflitos , problemas e desafios os esperam ao longo da vida.

 A disputa pelo poder “É MEU”, seja pela atenção dos pais até a posse dos brinquedos é muito frequente, o que nós não podemos fazer é comparar nossos filhos, muitas vezes deixamos claro  com quem temos mais afinidade, mesmo não depreciando diretamente nenhum, mas o fato de ressaltar as qualidades do outro, já estamos inconscientemente excluindo o outro.

Ah! Uma dica valiosa, não podemos forçar elogios para as crianças, eles precisam que sejamos verdadeiros, até porque sabem perfeitamente quando estamos mentindo.

Na maioria das famílias a chegada do segundo bebê é complicada,  o filho mais velho quer chamar atenção de todos, pois sente que perdeu o trono, então temos que dar atenção, conversar, brincar e quando  chegar visita  para o bebê, devemos sempre falar e ressaltar as qualidades do mais velho, para que ele se sinta importante e que faz parte da efetivamente da vida familiar, para que os sintomas de filho esquecido não faça parte do lar, esses sintomas são, tristeza,insônia,apatia, falta de apetite e agressividade.stk105008cor

Como punir e interferir na briga entre irmãos?

A punição deve ser muito criteriosa, pois, através dela estamos ensinando o bom comportamento para os pequenos, não adianta bater em um filho agressor, se é esse o problema que temos com ele, estamos apenas reafirmando o mau comportamento, essa atitude tende a criar filhos que apresentando grande dose de agressividade na escola e nas brincadeiras com amigos.

Pensando nisso, o correto é os pais ensinarem os filhos a perceberem os sentimentos envolvidos e quantas coisas boas podem colher com o bem-estar da relação. Mamães não é nada fácil, mas devemos ser firmes e agir com controle da situação, a punição deve ser para todos os filhos envolvidos, se a briga é pelo computador por exemplo, tire o computador por alguns dias e eles aprenderão a compartilhar os horários, é melhor do que ficarem sem por vários dias.

O jogo de cintura dos pais é fundamental, não podemos deixar o sentimento dominar nossas atitudes, as crianças precisam ser educadas e entenderem que para tudo tem limite, mostrar que eles não mandam e não podem tudo é essencial para seu futuro.

Participe com a sua Opinião